Turismo de SP quer atrair R$ 7 bi em Fórum Internacional de Investimentos

O objetivo é aproximar grandes investidores de empresários ligados ao setor e criar um ambiente de negócios favorável que contribua para a evolução dos indicadores da economia de SP

A Secretaria de Turismo e Viagens de São Paulo (Setur-SP) realizou nesta segunda, 26,  o primeiro Fórum Internacional de Investimentos para o Turismo de SP, um evento que reuniu, na capital paulista, 14 grandes fundos com atuação internacional em investimentos e financiamentos privados, que juntos representam um trilhão de dólares e  importantes projetos âncoras de empreendimentos turísticos que estão sendo preparados para aumentar a oferta turística de São Paulo, que somam R$ 7 bilhões em investimentos.
O evento é uma iniciativa inovadora da Setur-SP em parceria com a InvestSP, agência de promoção de investimentos do Governo de SP, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), e a Câmara de Comércio e Indústria dos BRICS, e tem por objetivo captar recursos para aumentar o fluxo turístico, impulsionar a economia e a competitividade de SP.  “Ao aproximar investidores de empreendedores de forma organizada, criamos um ambiente de negócios favorável para todo o setor”, afirmou Roberto de Lucena, secretário de Turismo e Viagens de SP.
Entre os 34 projetos apresentados, destaque para a readequação do edifício Martinelli, um dos primeiros arranha-céus do país, na capital, com previsão de um novo restaurante, bar temático e entretenimento no terraço e subsolo; uma arena de shows e hotelaria temática entre as emblemáticas avenidas Ipiranga e São João, investimentos em aeroportos, como o de Guarulhos e Olímpia; e hotéis no formato de multipropriedade em destinos do interior paulista.
“É uma iniciativa alinhada à nossa missão de garantir que o setor privado seja um parceiro estratégico do Estado na promoção do desenvolvimento e na geração de emprego e renda”, diz o presidente da InvestSP, Rui Gomes. Participam do fórum fundos brasileiros e internacionais, além de empreendedores como Wet’n Wild, WTC, Blue Tree, Vila Galé, Votorantim, Grupo Wish, CVC e Grupo Accor, além de entidades como o FOHB.
“É a primeira vez que o Brasil sedia um fórum de investimentos focado no setor de turismo. Com certeza teremos uma grande receptividade dos investidores à coletânea de projetos que serão apresentados pelo Estado de São Paulo”, afirma o embaixador João Gilberto Vaz, representante da Câmara de Comércio e Indústria do BRICs .
São Paulo tem o maior índice de competitividade do país em segmentos como eventos e negócios, gastronomia e parques temáticos, de acordo com o Ministério do Turismo, além de ser o Estado que mais recebe turistas no país (48 milhões).
O PIB do turismo paulista deve bater 9,6% de todas as riquezas produzidas por São Paulo este ano, de acordo com o Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), ligado à Setur-SP. Estão previstos 46 mil novos postos de trabalho gerados pelo setor, um acumulado que deve chegar a 937,8 mil. De acordo com o Seade, para cada emprego direto criado no setor, são gerados outros dois indiretos.
O evento contou com a presença do secretário Nacional de Infraestrutura, Crédito e Investimentos, Carlos Henrique Sobral; do secretário de Negócios Internacionais, Lucas Ferraz; do secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Lima; do secretário municipal de Turismo, Rodolfo Marinho; do deputado federal, Fausto Pinato; do deputado estadual, Sebastião Santos, vice-presidente da Comissão de Turismo; além de grandes autoridades do setor, como a Cônsul Geral da Índia, Manisha Swan e mais de 150 participantes.
Foto: Alan Morici

Sobre o Autor

Related posts

Leave a Comment