TAAG conecta Brasil e África do Sul cinco vezes por semana na baixa temporada

Com melhor custo-benefício, clima ameno e sem obrigatoriedade de visto, país atrai brasileiros para viagens no período

A baixa temporada para a maioria dos destinos, incluindo o continente africano, começou em março. Esse é um dos períodos mais aguardados por alguns viajantes, principalmente quando o assunto é custo-benefício de acomodações e atrações e desfrutar de uma experiência mais tranquila e exclusiva nos locais turísticos.

Para aqueles que querem aproveitar para viajar neste período, a África do Sul oferece também outras vantagens, como o clima agradável, já que é o período de transição do verão para o outono, o que permite explorar as belezas naturais do país sem muito calor. As temperaturas variam de 16°C a 27°C em março e de 15°C a 25°C em abril.

Além de poder desfrutar das belas paisagens que a África do Sul oferece, visitar o país pode ser uma escolha que compense devido à moeda local, o rand sul-africano. Na cotação atual, o real brasileiro equivale a 3,75 rand sul-africano. Com a moeda do país menos valorizada em comparação com outras moedas, também como o euro ou o dólar, os turistas podem aproveitar uma variedade de atividades com melhor custo-benefício.

Durante a baixa temporada, é possível desfrutar todas as experiências disponíveis no país, desde a rica vida selvagem, como em safáris, até conhecer pontos turísticos como as vinícolas renomadas. Apreciar as paisagens de destinos como Cidade do Cabo e Joanesburgo também são opções, assim como conhecer as praias ao longo da costa sul-africana.

Conhecida por sua deslumbrante beleza natural, a Cidade do Cabo é um dos principais destinos. A Table Mountain, uma enorme montanha de 1.100 metros de altura, é um dos seus principais marcos e nela é possível subir por trilhas ou por meio de um teleférico. Além disso, a cidade é cercada por belas praias e vinhedos. Situada próxima ao Cabo da Boa Esperança, é banhada pelos oceanos Atlântico e Índico.

Outro ponto muito popular para quem visita à África do Sul é o Parque Nacional Kruger, o maior do continente africano e um dos melhores lugares do mundo para fazer safári. Nele, é possível encontrar uma grande variedade de animais selvagens, incluindo leões, leopardos, elefantes, rinocerontes e búfalos.

Ao explorar a diversidade natural do Kruger, muitos turistas também optam por visitar Joanesburgo, uma das principais metrópoles do continente africano, caracterizada por uma mistura cultural que engloba diferentes etnias e idiomas. Além de proporcionar a oportunidade de explorar essa riqueza cultural, a cidade contém três museus que falam sobre sua história e arquitetura: o do Apartheid, o de Arte de Joanesburgo e o do Distrito Seis. Esses locais permitem aos visitantes mergulharem na história, arte e patrimônio da cidade.

Saindo do Brasil, uma das opções para chegar à África do Sul é pela TAAG Linhas Aéreas de Angola. Os voos partem cinco vezes por semana do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, com destino aos diversos destinos na África do Sul, realizando escalas únicas que podem durar algumas horas em Luanda, capital de Angola. A companhia opera saídas de Guarulhos às segundas-feiras, quartas-feiras, sextas-feiras, aos sábados e domingos. A partir do Aeroporto de Luanda, existem voos diários conectando a várias cidades, como Cidade do Cabo e Joanesburgo. A África do Sul permite que cidadãos brasileiros entrem no país sem visto por até 90 dias de turismo.

Mais informações sobre a TAAG pelo site taag܂com

Sobre o Autor

Related posts

Leave a Comment