Mtur destaca a importância do ecoturismo no dia Internacional da floresta

Dentro dessa política, a preservação ambiental aliada da visitação responsável e sustentável em áreas naturais, fornece uma conexão direta entre as pessoas e o meio ambiente gerando benefícios econômicos para as comunidades locais.

Hoje, 21 de março, é o dia Internacional da Floresta e o Brasil tem em seu território a maior parte da Floresta Amazônica, conhecida como ‘Pulmão do mundo’, com aproximadamente 7 milhões de quilômetros quadrados, formando esse importante ecossistema natural. Rica em biodiversidade, ela desempenha um papel fundamental na manutenção do equilíbrio ecológico, além de ter no ecoturismo uma atividade crucial para a proteção da fauna e da flora e da promoção da economia verde do país.

No Brasil, a Floresta Amazônica se estende entre os estados do Amazonas, Amapá, Rondônia, Acre, Pará e Roraima. Ela abriga uma variedade impressionante de espécies de plantas e animais, muitas das quais são encontradas apenas nessa região.

Nesse contexto, o ecoturismo surge como uma atividade crucial para a conservação das florestas no Brasil. Esse segmento promove a visitação responsável e sustentável nessas áreas naturais, fornecendo uma conexão direta entre as pessoas e o meio ambiente, e gerando benefícios econômicos para as comunidades locais.

Em janeiro deste ano, o Ministério do Turismo divulgou uma pesquisa sobre as tendências para o turismo de 2024, apontando o Turismo de Natureza/Ecoturismo como o segundo mais procurado com 27% da preferência dos entrevistados, atrás apenas do Turismo de Sol e Praia, favorito por 59% dos entrevistados.

Ao permitir que os visitantes experimentem a beleza e a diversidade das florestas e de parques naturais de maneira consciente, o ecoturismo ajuda a sensibilizar as pessoas para a importância da preservação ambiental. Além disso, ele oferece uma fonte de renda alternativa para as comunidades que vivem nessas áreas, incentivando a conservação desses ecossistemas em vez de sua manipulação ou desmatamento.

Outro dado interessante divulgado recentemente aponta que o Turismo de Natureza e o Ecoturismo já representam 60% do faturamento do setor. A pesquisa divulgada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) com o apoio do Ministério do Turismo mostra que este seguimento já é oferecido por 65,9% das empresas da indústria de viagens, o que demonstra a importância do turismo para a preservação ambiental.

COP 30 – O Brasil tem um compromisso a mais na proteção das florestas. O país sediará, no próximo ano, a COP 30, importante evento internacional sobre o clima que será realizado em Belém (PA). A Cúpula do Clima vai atrair representantes de todo o mundo à capital paraense e ao Brasil para discutir ações que ajudem na preservação das riquezas naturais.

Para o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a COP 30 será diferente de todas as outras. “Uma coisa é discutir a Amazônia no Egito; outra coisa é discutir a Amazônia em Berlim; outra coisa é discutir a Amazônia em Paris. Agora, não. Agora nós vamos discutir a importância da Amazônia dentro da Amazônia. Nós vamos discutir a questão indígenas, vendo os indígenas. Nós vamos discutir a questão dos povos ribeirinhos, vendo os povos ribeirinhos e vendo como eles vivem”, destacou o presidente.

Nesse sentido, o MTur comemora o Dia Internacional da Floresta como uma oportunidade para celebrar a riqueza natural do país e destacar a importância do ecoturismo como uma ferramenta eficaz para a conservação das florestas e a promoção do desenvolvimento sustentável.


(Foto: divulgaçao)

Sobre o Autor

Related posts

Leave a Comment