Movimentação no setor aéreo cresce em fevereiro e registra 6,8 milhões de passageiros em voos domésticos

A movimentação de passageiros no mercado doméstico brasileiro segue crescendo. Em fevereiro, o setor apresentou números positivos, com 6,8 milhões de viajantes circulando pelo país. O valor é 2,8% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).
Outra boa notícia é que a demanda por voos domésticos teve um aumento de 3,9%, enquanto a oferta por assentos cresceu 6,1% em fevereiro. “Os dados refletem o bom período do carnaval que voltou a aquecer os aeroportos, atraindo brasileiros e estrangeiros que circularam mais pelo país”, destacou o ministro do Turismo, Celso Sabino.
O relatório da ANAC também trouxe informações sobre os terminais de maior movimentação: Guarulhos (SP), Congonhas (SP) e Brasília (DF). Juntos, os três responderam por quase 35% de todo o fluxo verificado no período. Logo atrás aparecem os terminais de Recife (PE), Campinas (SP), Galeão (RJ) e Salvador (BA).
Já entre os voos de maior fluxo de passageiros, a ponte aérea Recife-Guarulhos (SP) foi a que teve a maior movimentação de pessoas transportadas, seguida das ligações entre Guarulhos (SP)-Fortaleza (CE) e Salvador (BA) -São Paulo (SP).
CONHEÇA O BRASIL: VOANDO – Lançado pelo Ministério do Turismo e o Ministério de Portos e Aeroportos, em parceria com a ABEAR e as empresas aéreas, o programa tem o objetivo de impulsionar o setor de viagens no país por meio de ações e medidas que serão desenvolvidas pelos envolvidos.
A iniciativa une esforços do governo federal e da iniciativa privada para que mais brasileiros voem e conheçam o Brasil, com a adoção de benefícios como o Stopover. A modalidade, já oferecida pela Gol e a Latam em Brasília (DF) e São Paulo (SP), permite que, com apenas uma passagem aérea, clientes conheçam uma localidade intermediária antes de seguir viagem ao destino final.
INTERNACIONAL – Para atrair mais voos internacionais para o Brasil o governo federal lançou o Programa de Aceleração do Turismo Internacional (PATI). A iniciativa é fruto de uma parceria entre o Ministério do Turismo, Ministério de Portos e Aeroportos e a Embratur que atuaram em dois eixos: ampliação da oferta de assentos regulares em voos internacionais e melhoria da experiência dos turistas em aeroportos brasileiros.
Para dar início ao primeiro eixo de atuação, foi publicado um edital de chamamento público, em caráter piloto, para incentivar companhias aéreas brasileiras e estrangeiras a implantar novos voos regulares para destinos turísticos do Brasil. As empresas selecionadas receberão do PATI incentivos financeiros para realizar ações de promoção de destinos turísticos brasileiros no mercado internacional, incentivando os turistas a conhecerem o Brasil.

Crédito: Arquivo MTur

Sobre o Autor

Related posts

Leave a Comment