Corpus Christi em SP: mais de dois milhões de turistas e impacto de R$ 4,2 bilhões

A Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo (Setur-SP) publica nesta quarta-feira, 7, uma pesquisa sobre as expectativas de ocupação para o feriado de Corpus Christi (8, 9, 10 e 11). Estão sendo aguardados 2,3 milhões de turistas nos destinos turísticos do estado, o que equivale a uma movimentação financeira de R$ 4,2 bilhões, segundo o Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), ligado à Setur-SP.

A ocupação hoteleira esperada é de 72% para o período, sendo que a média foi de 50% durante todo o mês de junho do ano passado. De acordo com o levantamento, as cidades que devem receber os maiores fluxos de turistas são Serra Negra (mais de 80 mil visitantes), Águas de Lindóia (mais de 75 mil visitantes) e Águas de São Pedro (mais de 50 mil). O feriado de Corpus Christie só fica atrás do Natal, Réveillon e Carnaval em fluxo de visitantes.

A capital do estado recebe no feriado dois grandes eventos: a Marcha para Jesus, principal encontro festivo do país para os evangélicos, e a Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, considerada uma das maiores do mundo. O cristão acontecerá no dia 8, partindo da estação de Metrô Luz; e a Parada, no dia 11, partindo da Avenida Paulista, com deslocamento até o início da Rua do Consolação. Ambos são gratuitos e abertos à população. Juntos, a Parada LGBT+ e a Marcha para Jesus devem movimentar R$ 350 milhões, de acordo com a SPTuris. 

Santana de Parnaíba, na Região Metropolitana de São Paulo, espera um aumento médio de 30% no número de visitantes em relação ao ano passado, quando recebeu mais de 30 mil pessoas em sua tradicional celebração de Corpus Christi, e movimentação financeira com o turismo na casa do três milhões de reais durante o feriado, de acordo com a prefeitura da cidade. A maioria dos visitantes estão interessados no tradicional tapete decorado.

O litoral paulista também vai estar aquecido neste feriado. Com previsão de tempo bom, a expectativa de ocupação hoteleira deve atingir os 80% no Guarujá, por exemplo. Espera-se um aumento de 10% no volume de turistas circulando pelo Litoral Norte e Baixada Santista em comparação ao ano passado.

“As expectativas são altas, mas estão compatíveis com um estado que se abriu para o lazer e tem despertado o interesse não apenas dos paulistas, como também visitantes de outros estados e países”, afirma o secretário. “São Paulo tem opções de destinos consolidados que agradam todos os perfis de visitantes”, afirma Lucena.


ECONOMIA DO TURISMO

O Estado de São Paulo é o maior mercado emissor de turistas do Brasil – e também o estado que mais recebe visitantes. O desempenho do turismo paulista este ano deve registrar o maior dos últimos cinco anos: a estimativa é de que a economia do setor cresça 7,8% em 2023, segundo o CIET. Puxado pelo turismo doméstico, o PIB do turismo paulista vai bater os R$ 299,4 bilhões.

Este ano, são esperados 45 milhões de turistas nacionais no estado; um milhão a mais que em 2019, último ano antes da pandemia. O turismo internacional também cresce: 2,3 milhões de turistas estrangeiros, contra 2,1 milhões de 2019.  Os três maiores aeroportos de SP devem registrar 77 milhões de passageiros, na maior movimentação desde 2019, considerando voos domésticos e internacionais.

Ibirapuera – Foto: Jaime Dantas

Sobre o Autor

Related posts

Leave a Comment