Conheça trilhas brasileiras que são perfeitas para quem é fã do cicloturismo

Rotas adaptadas ao ciclismo fazem parte do Rede Trilhas, programa do MTur

No dia 15 de abril comemora-se o dia mundial do ciclista. A prática vem crescendo mundialmente para aqueles que gostam de competir, explorar novos lugares, fazer exercícios ou apenas se locomover de maneira mais saudável e sustentável. No turismo, o desejo crescente por destinos alternativos, de natureza ou ecoturismo, tem impulsionado nichos como o cicloturismo, impactando no aumento de novos roteiros ideais para usar a bicicleta.

Para a coordenadora-geral de Produtos e Experiências Turísticas do Ministério do Turismo, Fabiana Oliveira, o uso das bicicletas tem grande potencial para fortalecer o turismo de proximidade e o turismo de experiência tanto “no destino” quanto “para o destino”, integrado aos demais modais de transporte.

“É uma excelente oportunidade de ampliar esforços e ações direcionadas para nichos e atividades que impulsionam o turismo sustentável, a exemplo do cicloturismo”, pontuou.

Para fortalecer e promover atividades turísticas realizadas a partir de meios de transporte não motorizados, dentre eles a bicicleta, foi criada a Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade – RedeTrilha. A iniciativa é realizada por voluntários da sociedade civil, em parceria com o Ministério do Turismo, o Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Parte das trilhas do programa, que são identificadas com o símbolo de pegadas amarelas e pretas, podem ser percorridas de bicicleta. Atualmente, o Brasil conta com cerca de 10.604 Km de trilhas sinalizadas para caminhantes e/ou ciclistas que já são produtos turísticos consolidados, conforme recente mapeamento realizado pelo Boletim de Inteligência de Mercado Trilhas do Brasil.

Conheça algumas dessas trilhas imperdíveis localizadas em vários cantos do Brasil.

SUDESTE – Nessa região, a dica é a Trilha Volta das Transições, que abrange 10 municípios mineiros, entre eles: Rio Preto, Olaria e Bom Jardim de Minas. É considerada de nível difícil, com uma distância de 390 km e uma duração de sete dias de percurso. O aeroporto mais próximo fica a 182 km, o Aeroporto Regional da Zona da Mata – Presidente Itamar Franco.

SUL – Abrangendo os municípios de Caibaté, Pirapó, Roque Gonzales, São Nicolau e São Pedro do Butiá, no Rio Grande do Sul, a Trilha dos Santos Mártires das Missões tem 180 km de percurso considerado moderado, que podem ser feito em três dias de bicicleta. O início da trilha fica na área rural da cidade de São Nicolau, a 562 km de Porto Alegre. O Passo do Padre, ponto inicial, fica às margens do Rio Uruguai, na comunidade rural de Santo Izidro, a 24 km da sede do município. O aeroporto mais próximo fica a 135 km, o Aeroporto de Santo Ângelo – Sepé Tiaraju.

NORTE – Perfeita para apreciar o Bioma Amazônico, a Trilha Amazônia Atlântica abrange 17 municípios do estado do Pará, dentre eles Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides e Santa Isabel do Pará. É considerada moderada, com um total de 460 km e pode ser feita em sete dias. Ela se inicia no Bairro da Cidade Velha, na Catedral de Belém. Para quem quiser iniciar a Trilha da Serra do Piriá, o recomendável é ir até o município de Viseu. O aeroporto mais próximo fica a 9,6 km, o Aeroporto Internacional de Belém/Va-de-Cans – Júlio Cezar Ribeiro.

NORDESTE – Na Trilha Caminho das Ararunas é fácil admirar a Caatinga. Abrangendo os municípios de Araruna, Dona Inês, Riachão, Tacíma e Cuité, na Paraíba, o percurso é considerado de moderado à difícil. São 130 km que podem ser realizados de 6 a 8 dias. É uma ótima opção para quem está em busca de aventura na natureza. O aeroporto mais próximo é o de Campina Grande – Presidente João Suassuna, a 100km do local.

CENTRO-OESTE – Em Goiás, a Trilha Caminho de Cora Coralina abrange oito municípios, entre eles: Pirenópolis, Corumbá de Goiás, Jaraguá e Cocalzinho de Goiás. Considerado de moderado a difícil, o percurso tem 300 km, que pode ser feito em seis dias. Ideal para apreciar o Cerrado com muita cultura, poesia, aventura e natureza. De Brasília até Corumbá de Goiás são 115km por meio rodoviário. Já de Goiânia até Corumbá de Goiás, são 113 km. O aeroporto mais próximo é o Internacional de Goiânia – Santa Genoveva, que fica a 108 km.

Para acessar o mapeamento das trilhas que já constituem produto turístico no Brasil, acesse o Boletim Trilhas do Brasil clique AQUI.

Foto: Arquivo MTur

Sobre o Autor

Related posts

Leave a Comment