Campos de lavanda atraem turistas e promove desenvolvimento econômico da região

A “Rota da Lavanda” fica no interior do Paraná e oferece uma experiência encantadora para os visitantes, imersa na beleza e na fragrância desta planta tão especial

Destino do turismo rural do país, a Rota da Lavanda, no interior do Paraná, atrai turistas e amantes da natureza em busca de paisagens deslumbrantes, aromas relaxantes e experiências únicas. Localizada em uma região que abrange seis municípios do estado, a atração turística promove renda e gera empregos para a comunidade local.

A planta, conhecida por suas propriedades terapêuticas e aromáticas, é cultivada em fazendas e campos ao longo da rota. Apenas no primeiro ano de atividades, o roteiro recebeu aproximadamente 55 mil turistas que puderam conferir de perto os vastos campos que se transformam em um mar roxo, criando uma paisagem de cinema e com perfume sem igual.

Um dos pontos principais da Rota da Lavanda fica em Carambeí (PR), na propriedade rural denominada Vilarejo Holandês. Lá, os visitantes podem explorar as plantações, aprender sobre o cultivo e acompanhar o processo de transformar a planta numa variedade de produtos artesanais.

A iniciativa faz parte do programa de Turismo Rural, do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-PR) e abrange, além de Carambeí, propriedades localizadas em Palmeira — na colônia alemã Witmarsum —, Toledo e Londrina e Araucária. Ao todo, são cerca de 15 hectares, além do campus de Umuarama da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

A coordenadora estadual de turismo rural do IDR-Paraná, Terezinha Busanello Freire, destaca a importância da rota. “O projeto traz essa concepção da Rota, utilizando os cenários e utilizando as propriedades rurais como um atrativo de visitação. E isso tem um impacto muito grande na questão de direção de renda, a partir da produção de lavanda, para que o turista possa entrar nas propriedades rurais e isso ser um fator de desenvolvimento econômico para os agricultores, em especial aos agricultores familiares”.

Em Londrina (PR), o foco da propriedade Santa Lavanda está no turismo de experiência. Os visitantes são recebidos com uma água saborizada e shortbread de lavanda, um tradicional biscoito holandês. Já em Palmeira (PR), quem não conhece o sorvete, a geleia de lavanda e o chocolate com a planta, vai poder experimentá-los no Lavandário Vale dos Sonhos.

Durante todo o percurso, os visitantes também podem desfrutar de atividades ao ar livre, como caminhadas em trilhas cercadas por campos de lavanda, piqueniques em meio à natureza e passeios de bicicleta pelas paisagens da região.

Além disso, eventos sazonais, como festivais de lavanda, feiras de produtos artesanais e exposições externas são realizados ao longo do ano, proporcionando aos visitantes a oportunidade de vivenciar a cultura local e celebrar a beleza e os benefícios da lavanda.

TURISMO RURAL – O MTur, com o objetivo ampliar e diversificar a oferta turística brasileira por meio da inserção de produtos e serviços da agricultura familiar no mercado turístico, desenvolve o projeto Experiências do Brasil Rural (EBR) para apoiar a formatação e o posicionamento de produtos e roteiros turísticos de experiência no meio rural.

Nas duas edições do EBR, 14 projetos participaram das ações que puderam dar maior diversidade geográfica a produtos e serviços turísticos, abrangendo roteiros do norte ao sul do país.
Conheça AQUI as rotas participantes.

Crédito: Divulgação/Het Dorp

Sobre o Autor

Related posts

Leave a Comment